Não há por que negar que atualmente é difícil saber diferenciar quem serve a Deus e quem não serve, Ml 3:18.

Vivemos em um mundo plural, de mudanças em todas as esferas: na ciência, tecnologia, política mundial e educação. Infelizmente, muitos cristãos parecem cegos a respeito dos sérios perigos que ameaçam a igreja por dentro (internamente). Porém, se existe algo que a história nos ensina, este ensino é que os ataques mais devastadores contra a fé, sempre começaram com erros sutis surgidos dentro da própria igreja – ou seja, de crentes imitando, se misturando, se envolvendo, fazendo alianças e concessões com as trevas. No entanto, a Palavra não muda (Mt 25:35), e assim sendo, o caminho que conduz a vida eterna continua sendo estreito, Mt 7:13 e o convite continua sendo feito: Entrai pela porta estreita…

Por viver em uma época tão instável, a igreja não pode se dar ao luxo de vacilar. Ministramos a pessoas que buscam desesperadamente respostas; por isso, não podemos amenizar a verdade, ou abrandar o Evangelho, que é poder de Deus e salvação para todo aquele que crê (Rm 1:16). Se fizermos amizade com o mundo, nos tornaremos inimigos de Deus. Se nos dispusermos a crer em artifícios mundanos, sofismas, estaremos abrindo mão do poder do Espírito Santo.

Tg 4:4 diz: “infiéis, não compreendei que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”. “Não ameis o mundo nem as cousas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”, I Jo 2:15.

Charles Spurgeon arrematou: “A igreja deve atrair pela diferença, não pela igualdade

Pense nisso! E faça a diferença neste mundo caído!

Pr. Alexandre

Igreja Misturada

Artigos Relacionados

Classificado como: