Igreja Presbiteriana do Brasil – 159 anos

NOSSA IDENTIDADE

SOMOS: Cristãos históricos e Bíblicos. CREMOS: Na Palavra, em Deus, em Jesus, no Espírito Santo e na Igreja. SOMOS: Presbiterianos, participativos, práticos e inclusivos (não privilegiando essa ou aquela pessoa, entendendo que todos são alvo do amor de Deus através de Jesus Cristo).

SOMOS CRISTÃOS HISTÓRICOS: A Igreja Presbiteriana do Brasil faz parte da Igreja de Cristo sobre a face da terra. Nossa fé está baseada nos ensinos de Jesus Cristo e dos apóstolos, e proclamamos o senhorio de Jesus sobre tudo e sobre todos. Fundamentada nos mesmos princípios de fé da Igreja do Novo Testamento, o Presbiterianismo nasceu durante o movimento da Reforma Protestante do século XVI, iniciado com Martinho Lutero, na Alemanha, e foi estabelecido na Europa pelo trabalho de João Calvino. Assim como outras igrejas protestantes nascidas no mesmo período, a Igreja Presbiteriana elaborou, em 1647, a sua Confissão de Fé, chamada Confissão de Fé de Westminster, e os seus Catecismos, que expõem com clareza os fundamentos de sua fé. O Presbiterianismo chegou ao Brasil em 1859, pelo trabalho do jovem missionário norte-americano Ashbel Green Simonton e, desde então, temos crescido em número, na graça e no conhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.
SOMOS BÍBLICOS: Nós cremos e aceitamos a Bíblia como Palavra de Deus. Afirmamos que somente a Bíblia pode mostrar a vontade de Deus para nossa vida e, por isso, é a única regra plenamente válida para a nossa fé e nossa prática. Consideramos falsa qualquer doutrina ou atitude que possa contrariar o ensino da Palavra de Deus. Como cristãos bíblicos, reconhecemos como fundamentais os seguintes princípios das Escrituras.
NÓS CREMOS: (1) Na PALAVRA DE DEUS, a Bíblia Sagrada, como a única regra de fé e de prática para as nossas vidas. (2) No DEUS único e verdadeiro, vivo e atuante, que subsiste em três pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo. (3) Em JESUS, o Filho de Deus, que se fez carne e habitou entre nós, morrendo na cruz por nossos pecados sendo, por isso, salvador de todo aquele que nele crê. Após ser morto e sepultado, Jesus Cristo ressuscitou dentre os mortos e foi elevado aos céus. (4) No ESPÍRITO SANTO, que é regenerador e santificador, o doador dos dons espirituais, o Consolador permanente e Mestre da Igreja. (5) Na IGREJA CRISTÃ, que é o corpo e a noiva de Cristo, consagrada à adoração e ao serviço de Deus, através da pregação da Palavra e das boas obras, e a observância das ordenanças: Batismo e Ceia do Senhor. O Batismo é a demonstração visível da aliança feita entre Deus e nós e nossos filhos. Embora haja diversas formas de batismo igualmente válidas, adotamos a aspersão, (derramar da água sobre a cabeça) por compreendermos ser a mais próxima da prática bíblica. Cremos que o que nos purifica de todos os pecados é o sangue de Jesus, e não a água. As cerimônias de purificação na Bíblia eram feitas por aspersão. Leia Êxodo 24.8; Ezequiel 36.25; Hebreus 9.18-20 e 1 Pedro 1.2. Quais são os deveres do batizado? (1) submeter-se às autoridades da Igreja, enquanto estas forem fiéis a Palavra de Deus; (2) contribuir fielmente com o dízimo e ofertas p/ manutenção da Casa do Senhor; (3) dar testemunho de vida; (4) fazer parte integralmente da Igreja, com sua presença, oração e comunhão. Quais os direitos do batizado: (1) tomar parte na Ceia do Senhor; (2) votar e ser votado (p/ qualquer cargo na Igreja); (3) integrar-se em todas as atividades da Igreja. A Ceia do Senhor comemora e relembra a morte de Cristo em nosso favor. Cremos que não há nada de mágico no pão e no vinho, que continuam sendo o que são, mas que Deus nos alimenta espiritualmente quando participamos com fé deste sacramento. A Ceia do Senhor não é exclusivamente dos presbiterianos, mas é aberta a todos os que confessam publicamente sua fé em Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.
SOMOS PRESBITERIANOS: O nome “presbiteriano” vem do Novo Testamento, onde os líderes das igrejas eram chamados de “presbíteros” (que quer dizer “anciãos”). Estes presbíteros são eleitos pelos membros da Igreja para liderar e supervisionar a congregação. O grupo de presbíteros que dirigem uma igreja é chamado de Conselho, cujo presidente é o pastor da igreja, também eleito pelos membros. A Bíblia nos ensina a cooperamos uns com os outros e a andarmos juntos no caminho do Senhor. Por esta razão as igrejas presbiterianas que estejam localizadas relativamente próximas umas das outras não caminham isoladas, mas formam um Presbitério, e os diversos presbitérios de uma região formam um Sínodo. Os trabalhos presbiterianos são dirigidos a nível nacional pelo Supremo Concílio. Como presbiterianos, compreendemos que esta forma de organização é a que melhor nos ajuda a cumprir nossa missão no mundo, pois permite a participação de todos os crentes, se adapta às exigências da vida atual e, acima de tudo, está plenamente de acordo com os princípios do Novo Testamento, como você pode ver em Atos 14.23, 15.6; 20.17,28; I Timóteo 4.14.
SOMOS PARTICIPATIVOS: Cremos que Deus tem uma grande missão para a Sua Igreja: ir ao mundo; fazer discípulos para Jesus e ensiná-los a seguir ao Senhor e a fazer novos discípulos, como está em Mateus 28.18-20. Por esta razão damos especial valor ao testemunho de vida de cada crente presbiteriano, através de suas atitudes e de suas palavras. O Senhor deseja a participação de todos nesta obra, e não apenas dos líderes. Estimulamos, portanto, o testemunho, a evangelização e o discipulado pessoal, a obra missionária, e o serviço cristão aos necessitados, este último coordenado pelos diáconos (Atos 6.1-7). Cremos também que não estamos sós nessa tarefa e assim cooperamos e vivemos em comunhão com as demais igrejas evangélicas na divulgação do Evangelho de Jesus, pois o corpo de Cristo não está dividido, mas é um só, com muitos membros.
SOMOS PRÁTICOS: Por crermos que a Bíblia é a Palavra de Deus, cremos que ela pode e deve ser aplicada na vida diária. Por este motivo, os nossos cultos de adoração a Deus, de oração, de doutrina, nossa Escola Dominical e outras atividades buscam, através do estudo bíblico, aplicar a Bíblia às situações da vida, no trabalho, na família, nos estudos, no lazer, etc. Através da aplicação da mensagem da Bíblia, outros serão desafiados a obedecer à Palavra de Deus.
SOMOS INCLUSIVOS: Todos nós somos carentes do amor e do perdão de Deus. Por este motivo não privilegiamos esta ou aquela pessoa, e nem nos fechamos a ninguém. Foi o Senhor Jesus quem disse que “o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora” (João 6.37). Com isto nós aprendemos que sempre há um lugar para nós ao lado de Cristo. Nossas igrejas estão abertas, pregando a Palavra de Deus, estudando-a para conhecermos o que Deus quer para nós, adorando ao Senhor de nossas vidas, vivendo e compartilhando o amor de Jesus.
Nossa Identidade

Artigos Relacionados

Classificado como: