Festas Folclóricas e Tradicionais e Culturais

Festas Folclóricas e Tradições locais são bem conhecidas: Vaquejada (Petrolina), Corrida de Jegue (Campina Grande). Corrida das Galinhas (São Bento do Una), Bumba-meu-boi (Maranhão). Bacamarteiros (Caruaru), lavar as ladeiras da Igreja do Senhor do Bonfim (Bahia) só para citar alguns por exemplo, dentre tantos.

Festas culturais são diversas: Festas Juninas em Campina Grande, Caruaru, Gravatá etc., Festival de Inverno em Garanhuns com shows diversos. Carnaval (Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Bahia etc.). Um crente pode participar de festas folclóricas e culturais?

Independentemente de ser tradição local, regional, estadual ou nacional. Independentemente de ser festas folclóricas e/ou culturais em qualquer parte do mundo, nada pode contrariar as Escrituras Sagradas, ou seja, os princípios absolutos e irrevogáveis, revelados por Deus. Tratamos aqui de ambientes com bebida alcoólica, danças sensuais, orgias, glutonarias, anarquia, desordem, indecência, falta de pudor etc. Tratamos aqui de roda escarnecedores, conselho dos ímpios, perda do domínio próprio. As manifestações culturais existem, sim. São celebradas, sim. Mas nós lavados e remidos pelo sangue de Jesus não nos regemos por estas manifestações; e, sim, pela nossa única regra de fé e de prática. E, sabemos que NADA pode contrariar ou contradizer princípios norteadores da Palavra de Deus.

E, quanto a algum lugar pra ir, com a família e celebrar a união da família, a sociabilidade, a harmonia, com caráter lúdico ou cultural, todo cristão fará bem em considerar o que está escrito no Salmo 1º, vs.1,2.

Todo cristão deverá ser maduro o suficiente para aprender com esse texto e obedecê-lo; e responder a si mesmo: O lugar é sadio? É um lugar em que Jesus estaria? É um lugar em que Jesus levaria os seus discípulos? (assim como na festa de Caná da Galiléia, João Cap.2)? João Batista iria comigo a este lugar, sem receios? Trata-se de uma manifestação: tradicional, folclórica ou cultural, própria para um servo do Senhor, cheio do ES e de fé, estar presente? Estarei glorificando a Deus neste lugar?

Sim, porque a Bíblia diz:  quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. Não vos torneis causa de tropeço nem a judeus, nem a gregos, nem a igreja de Deus; assim como também eu em tudo procuro agradar a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que sejam salvos, I Co 10:31-33.

Então, finalmente, eu poderia, depois de ir a este lugar tradicional, folclórico, cultural, atrair vidas para serem salvas por Jesus? Ou a minha ida a este lugar tradicional, folclórico, cultural, causaria escândalo àqueles que não servem a Jesus como seu Salvador?

I Co 8:13 diz: Bom é não comer carne, diz o apóstolo Paulo, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se fizer um irmão tropeçar…

Que o Senhor nos guarde, e nos livre de tropeços.

Pr. Alexandre